Bio

ALMA DE DESENHISTA 

 

Texto do release desenvolvido pela OXO FLOW assessoria de imprensa e eventos, empresa de Fattima Amaral.

 

Diretor de criação e sócio da Flex Interativa. A paixão por criar e desenhos surgiu na infância. Aos 16 anos, época em que fazia estágio no Banco do Brasil, viu seus desenhos fazerem sucesso quando seu chefe o convidou para desenhar no jornalzinho interno da empresa. “Foi super legal. Com a fama que ganhei no jornal, acabei criando um personagem para mostrar de maneira divertida diversas situações do dia a dia de um funcionário do banco. Eu criava os quadrinhos tirava cópia e distribuía as revistinhas nos andares. Os chefes de cada setor me ajudavam a vender e isso já me dava um dinheirinho. Assim, eu descobri que eu poderia ganhar dinheiro com o que eu fazia.”, revelou Marcelo.

Aos 20 anos, surgiu a possibilidade de trabalhar como desenhista nos estúdios Mauricio de Souza e foi ali que descobriu uma vaga de estagio para um setor ainda experimental na empresa. “Surgiu a oportunidade de trabalhar com 3D. Decidi trocar meu trabalho como desenhista para um estágio não remunerado para aprender computação gráfica. Foi fantástico! Eu pude ter meu primeiro contato com computador. Foi nesse momento que me apaixonei por tecnologia”.

Para abrilhantar mais o estágio, Rodino teve a oportunidade de conhecer o Mauricio de Souza. “Como 3D ainda era novidade, ele vinha nos visitar cheio de curiosidade para ver o que estávamos fazendo. Essas rápidas visitas foram momentos especiais pois ele era atencioso, conversava, dava dicas preciosas e era extremante humilde. Certa vez, ele disse para mim que nunca iria entender como mexer em uma coisa dessas, se referindo ao computador”.

O setor de computação gráfica abriu portas e surgiu a oportunidade de trabalhar no Castelo Rá-Tim-Bum na parte de cenografia e efeitos especiais. “Trabalhar na TV Cultura em um dos programas mais populares e ainda, poder ver os bastidores e trabalhar naquele universo magico foi super bacana. Aprendi a melhorar a parte de escultura, fazendo os bonecos e cenografia. Era muito curioso e perguntava sobre iluminação, edição e me ensinavam tudo. Foi um momento marcante na minha vida”.

Estudou Publicidade na Fundação Álvares Penteado, mas sempre inquieto, preferiu buscar oportunidades para aprender na prática e não finalizou o curso. Depois disso, Marcelo foi trabalhar na Neo Design de Walber Ribeiro, onde começou como ilustrador e graças ao seu talento para criar, começou a trabalhar com criação de jogos. “Foi um divisor de águas na minha carreira. Era a principal agência que trabalhava com design para as principais empresas de brinquedos. Entrei como ilustrador, depois comecei a fazer embalagens e devido a minha facilidade em criar, eu comecei a trabalhar com desenvolvimento de brinquedos e mecânica para jogos”.

Foi nessa época que ele produziu a “Pizzaria Maluca”, um brinquedo comercializado pela Grow e que Rodino ganha participação nas vendas. “É basicamente uma pizza, em que a criança tinha que montar. O inovador é que ela tem o formato de uma embalagem de pizza o que na época, era muito cara de se produzir, mas a Grow topou e é até hoje um dos campeões de venda”.

Nos anos seguintes, já com sua agencia a Creare Comunicação, Marcelo pode aplicar todo sua experiencia desenvolvendo produtos licenciados para diversos artistas, criou jogos em CD-Room em parceria com a Rede-TV, foi co-fundador da feira de sucesso Casa&Casamento com três edições em São Paulo e que mais tarde deu origem a um dos mais completos portais de casamento da época. Em 2009 criou a marca que virou febre entre os noivos do país, o Wedding Cartoon, retrospectivas divertidas em desenho animado que contava a estória dos casais. O produto de Marcelo foi referência no mercado de casamento e suas retrospectivas figuravam na mídia e nos casamentos da alta sociedade.

Em 2012, entrou para a Flex Interativa, empresa de tecnologia fundada por Fernando Godoy. Como diretor de criação, colaborou para a empresa se tornar uma agencia 360. Ente vários projetos na Flex, foi responsável pela arte dos rótulos com Realidade Aumentada da Leuven. Mas para Marcelo, o sucesso da Flex é a sinergia com o seu sócio e amigo, Fernando Godoy. “Trabalhar ao lado de Godoy tem sido uma grande experiencia. Fernando é um empreendedor nato e sou o cara do desenho que ainda curte vídeo game, temos perfis profissionais que se complementam, mas em comum o sangue desbravador e a constante necessidade de inovar. Somando nossas experiencias, conseguimos navegar por mares desconhecidos, usando nossas intuições como bussola. Junte nessa jornada uma equipe de talento como a nossa e o sucesso surge como um baú do tesouro”.

Com DNA de inovação, Marcelo e seu sócio Fernando Godoy comandam a Flex Interativa desenvolvendo projetos inovadores que unem criatividade e tecnologia através de soluções interativas e imersivas com o uso das realidades virtual, aumentada, mista, cinema interativo e de projeção mapeada. Pioneira no desenvolvimento de realidade aumentada e virtual no Brasil já entregou inúmeros projetos corporativos e agora está desenvolvendo uma nova linha de produtos educacionais, escaláveis e globais através dessas tecnologias, chamada de Flex Universe, integrando também a inteligência artificial.

Segundo Marcelo Rodino, especialista em digital experience, estes sistemas impactarão totalmente o modelo de vendas do varejo e da educação. “As tecnologias imersivas criaram um novo universo de comunicação onde o virtual e o real se misturam e quebram barreiras. Tecnologias como a Realidade Aumentada pode fazer por exemplo, que uma embalagem possa literalmente conversar com seus consumidores, projetando conteúdos virtuais que extrapolam o limite físico. E a minha predileta, a Realidade Virtual, que com toda a imersão e realismo, consegue colocar uma criança por exemplo, no primeiro pouso na lua. A tecnologia nunca foi tão mágica”, explica.